Prefeitura Municipal de Ouro Verde do Oeste

  • Max 22º
  • Min 8º
Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019

Notícias

Quinta-feira, 25 de Abril de 2019

Transformação artesanal de banana é tema de curso em Ouro Verde do Oeste

Transformação artesanal de banana é tema de curso em Ouro Verde do Oeste

POR BIOLABORE, 24/04/19

http://biolabore.org

 

A banana é uma cultivar para a qual a região possui potencial de produção. A comercialização pode ser feita de forma in natura, ou transformada. Porém, para tanto é necessário agregar alguns elementos focados na comercialização, produção e confecção de receitas. Todas as partes do fruto podem ser utilizadas, caso da casca, e em diferentes estágios, inclusive a banana verde.

 

Parte destes conhecimentos foram compartilhados em um curso prático de transformação artesanal de alimentos desenvolvido em Ouro Verde do Oeste com agricultores, clube de mães, cozinheiras da rede municipal de ensino e nutricionista do município.

 

Segundo a tecnóloga em alimentos da Cooperativa de Trabalho e Assistência Técnica do Paraná (Biolabore), Débora Guerino Boico, este tipo de produto pode ser comercializado com valor agregado e emprego de equipamentos que não demandam de grande investimento financeiro.

 

A orientação é para que os interessados busquem suporte do Serviço de Inspeção Municipal e Vigilância Sanitária. A Assistência Técnica e Extensão Rural - Ater, da Biolabore auxilia no trâmite de documentação com suporte para a legalização da atividade.

 

O CURSO

 

O curso em Ouro Verde do Oeste teve o apoio da Administração Municipal e foi desenvolvido dentro do Programa de Desenvolvimento Rural Sustentável da Itaipu Binacional.

 

Dentre o conteúdo esteve a produção de biomassa de banana verde, farinha de banana, bolos a base de casca de banana e bolo de banana sem gordura, bananada e doce pastoso com a utilização da polpa e uma parte da casca de banana.

 

O objetivo das atividades coletivas foi aprimorar conhecimentos dos agricultores e possibilitar alternativas para agregar valor aos produtos que estão disponíveis nas propriedades e que, muitas vezes não são aproveitados em sua totalidade.

 

Com base no conceito primário de produção, a confecção deste tipo de receitas exige criatividade em busca de novas ideias e soluções que atendam às demandas de mercado, com atenção aos atributos de qualidade como, cor, sabor, aparência, textura, higiene e embalagem, características que o diferenciem e tornem atrativo, como destaca a tecnóloga em alimentos, Débora Guerino Boico.