História do Município

» HISTÓRIA

Ouro Verde do Oeste é um município brasileiro localizado no oeste do Estado do Paraná. A história dessas terras tem início no finalzinho de 1959 e início dos anos 60 quando chegaram as primeiras famílias atraídas pela qualidade e pelo baixo preço dos lotes postos à venda, além de que nos locais de origem a propriedade estava ficando pequena para as famílias e seus descendentes, muitos vindos do norte do Paraná e dos Estados do Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Santa Catarina e São Paulo.

Nesta região mata nativa, diversidade de plantas e animais foram o que mais encontraram os pioneiros, também denominados de migrantes iniciais, que tiveram muito trabalho em desbravar o local e iniciar a civilização pela força de seus ofícios. Uma das primeiras dificuldades encontradas foi a presença de um portão, protegido por homens armados, que se localizava nas proximidades da atual localidade de Sanga Funda e que impedia o acesso dos primeiros moradores às terras a eles destinadas. Algumas especulações podem ser feitas a respeito do real motivo da presença deste portão. Talvez a mais pertinente seja aquela que o relaciona com o desejo dos proprietários da gleba de impedir a entrada de pessoas que não tivessem firmado contrato de compra e venda com os corretores ditos oficiais.

Com muita determinação, as Famílias Pioneiras carregaram emoções que permanecem neste solo. Emoção em possuir seu próprio pedacinho de chão. A sensação alegre em colher a produção e garantir o sustento da família. A dificuldade em desbravar o mato para instituir as primeiras plantações. O susto ao se depararem com um obstáculo logo ao chegaram nessas terras. E muitas outras emoções que permanecem vivas até os dias de hoje, seja através de relatos ou mesmo da memória da população.

Dentre as famílias que aqui primeiramente chegaram, entre os anos de 1959 a 1965, estão: Almeida, Ancelmo/Pereira, Azarias, Boehm, Boiko, Borges dos Reis, Bortolussi/Theis/Silva, Cruz, Dal Pozzo, Ferreira, Gomes, Gozzi, Gurak, Hoffmann, Janning, Kleinübing, Kopiecz, Lucinda, Medeiros, Montanari, Montanha, Moraes, Moreira, Nascimento/Viana, Pastore, Ranulfo de Souza, Rodrigues, Sallet, Souza, Taborda, Taraczuk, Tessaro Alves, Torqueti, Viana e Zorzo. Todo respeito à estas famílias que lutaram lá no passado e garantiram o desenvolvimento desta cidade, a qual vemos seu crescimento e progresso refletindo nos dias atuais.

 

» TOPÔNIMO

Não é encontrada uma relação direta da origem do nome Ouro Verde, mas muito se deve, através de relatos dos pioneiros deste Município ao cultivo do café nesta área. Muitos relacionam o nome Ouro Verde ao café, planta cultivada nos primórdios dessas terras e tida como o ouro, pelo seu valor e interesse de mercado, e verde, pela sua cor.

 

» EMANCIPAÇÃO

Ouro Verde, Distrito Administrativo de Toledo pela Lei Municipal nº 450/1968, veio a se emancipar no dia 12 de junho de 1989 quando o Governador Álvaro Dias sancionou a Lei Estadual nº 9009, antes tido como o Projeto de Lei n° 206/1986. Ouro Verde, agora Ouro Verde do Oeste, começa a fazer parte do mapa como Município.

A Emancipação de Ouro Verde foi luta de muitas pessoas que dedicaram seu tempo e suas vidas, movidos pelo amor por estas terras. Dentre estas pessoas esteve o Deputado Sabino Campos que se mostrou empenhado na aprovação de seu Projeto durante toda a tramitação.